Gourmet: entendendo melhor as Cervejas - parte 1

Por: Styfens Machado



Você já pensou em degustar e entender melhor a sua cerveja? No Brasil e em muitas outras partes do mundo essa bebida é consumida em muita quantidade. Nesse primeiro post sobre o assunto, mais um da série SNKR Gourmet, vamos parar um pouco e pensar na cerveja como uma bebida que merece atenção.

O foco será a qualidade e não a quantidade. Sairemos um pouco das cervejas Pilsen (as famososas loiras geladas) que rodeiam as mesas de bar, os churrascos, as festas de faculdades e etc. Vamos entrar em um mundo um pouco mais complexo que exige observação e degustação.



Essa bebida tem uma história bastante longa que caminha junto com as civilizações tais como os egipcios, gregos, romanos, europeus. (vale a pena ler nessa matéria lá embaixo a história de rodapé, lá você vai poder entender melhor os acontecimentos e a influência das civilizações na maneira que bebemos a cerveja atualemente).


É interessante também perceber que o público está cada vez mais interessado nesse tipo de bebida, e vêm consumindo cada vez mais.


Segundo Luciano Bagnato, proprietário de uma interessante cervejaria artesanal do interior de São Paulo, a Kirchen, os brasileiros gostam muito de cerveja e há 5 anos vêm se interessando cada vez mais por novos tipos e pela maneira que elas são produzidas.

Provavelmente em sua cabeça pode aparecer a dúvida - mas e qual o problema com as cervejas comuns? - nenhum, não existem problemas com elas, são excelentes para certos momentos. É preciso entender contudo que as cervejas premium e artesanais têm outros processos de produção. Isso faz com que existam mais critério na elaboração além do uso de mais ingredientes.



Luciano defende no caso das artesanais, que elas são feitas com carinho e com uma atenção especial do mestre cervejero, que passa a acompanhar todos os processos, desde a seleção dos grãos, dos ingredientes até as medidas necessárias, pesagem, mistura, fervura e o processo de engarrafamento.

Inevitavelmente as bebidas feitas em larga escala perdem um pouco dessa atenção, mesmo quando falamos das marcas famosas e excelentes.

Esse foi o primeiro post introdutório da série Entendendo Melhor as Cervejas.



Continue a acompanhar a série Entendendo Melhor as Cervejas, nos próximos posts vamos falar sobre.

- Características de boas cervejas.
- SNKR Trip. As cervejas europeias.
- As melhores cervejas.
- Cervejas artesanais.
- Com o que eu posso tomar a minha cerveja?

Não perca!

Aproveite e continue a ler mais sobre a história da cerveja aqui embaixo na história de rodapé.

Imagens: Flickr

--------------------------
Hostória de rodapé





Entender um pouco da história e sobre o que aconteceu até os dias de hoje com a bebida é muito importante e interessante. Os acontecimentos explicam porque as cervejas europeias são as melhores ou ainda porque algumas regiões são mais famosas do que as outras e etc.


Qual a data exata do surgimento da cerveja ninguém sabe exatamente, mas o que muitos sabem é que ela apareceu junto com o surgimento dos pães. Aparentemente o pão fermentado gerou a cerveja.


Algumas escavações arqueológicas chegaram a indícios da fabricação da cerveja a partir de 7000 a.c. Além dessas muitas outras provas foram descobertas. No entanto, é irrefutável que a bebida tinha uma importância muito grande inclusive maior que a do vinho sendo descrita pelos gregos e romanos.


Durante o império romano essa bebida fabricada nas casas e pelas mulheres ficou renegada às classes mais baixas. Enquanto isso os nórdicos e europeus do leste ainda valorizavam muito a bebida, trazendo essa tradição até os dias de hoje.


Durante a era medieval outro fator importante ocorreu para a bebida, os monges começaram a produzi-las. Isso fez com que houvesse uma melhoria muito grande na qualidade e no valor nutricional. Já que o jejum deles era apenas para alimentos "secos". Por isso precisavam de uma bebida forte e que recompensasse a falta de alimento.




Essa característica ainda é notada na maioria das cervejas da europa que têm como raiz a produção nesses monastérios, cervejas encorpadas, fortes e translúcidas com um gosto marcante da cevada.

Em 1544 no méxico sobre o domínio espanhol começa a produção de cerveja na América. A invenção da máquina a vapor deu uma nova cara à fabricação, as primeiras ficaram conhecidas como Steam Beer Breweries. Já em 1842 uma das mais famosas cervejas a Pilsner foi inventada, ela se espalhou que foi uma beleza inclusive no novo mundo (ou seja, a américa), colonos alemães mandaram ver e inventaram algumas marcas famosas como a Miller, Coors, Stroh, Schiltx, Anheuser-Busch.





Dai para a frente as cervejarias receberam mais inovações relativas à fermentação e etc. Passou-se pelas crises provenientes das guerras mundiais até chegar às nossas atuais cervejarias e companhias.


Sem dúvida a cerveja é uma paixão de muitas gerações atrás e vai continuar sendo por um longo período.

sm

A sneaker freaker since 2008, he had the time and passion to create the SNKR 2008. Besides shoes he's a creative consultant passionate about art, design, music and culture.

Post a Comment